12 de Dezembro – Dia de Nossa Senhora de Guadalupe


No século XVI ocorreu a comovente aparição da Virgem Maria, no México. Os videntes foram os índios convertidos: João Diego, com cinquenta anos, e seu velho tio João Bernardino. Tudo ocorreu em dezembro de 1531. No domingo dia 09, o estava tio muito doente, e João Diego teve de ir sem a esposa assistir a missa na paróquia próxima da Cidade do México. Caminhava apressado no alto da montanha quando ouviu um canto celestial de pássaros e em seguida viu aparecer a Virgem Maria.

Ela instruiu o humilde índio para transmitir seu pedido ao Bispo. Naquele local desejava que fosse construída uma capela em sua honra. Mas o sacerdote não manifestou confiança. Na segunda aparição a Virgem solicitou ao índio que reforçasse seu pedido junto ao Bispo. Desta vez, ele respondeu que não podia erguer a capela sem uma prova de que a “Senhora” das aparições” era de fato a Mãe de Deus.

No dia seguinte, 12 de dezembro, João Diego recebeu a notícia que seu tio estava morrendo. E Maria apareceu pela terceira vez. Ela o tranqüilizou dizendo que seu tio estava curado. Depois mandou que colhesse as rosas no alto da montanha e as levasse ao Bispo, em seu nome. João Diego obedeceu. O Bispo pediu que ele abrisse o manto e diante de todos o milagre aconteceu. As rosas caíram no chão e no manto surgiu a bela imagem da Virgem, como o índio descrevera antes, que ficou impressa. Emocionado o Bispo acompanhou o feliz vidente à casa do tio João e o encontraram de pé com aspecto saudável. O velho índio informou-os que Nossa Senhora lhe aparecera e se apresentara como “coatlaxopeuh”, no dialeto asteca significa “aquela que esmaga a serpente” e se pronuncia “quatlasupe”.

A notícia do milagre se propagou rápido entre as nações indígenas do México e dos outros países da América Latina, e logo foi erguida uma igreja na montanha de Tepyac e durante os séculos foi sendo ampliada até chegar na atual Basílica Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe. 

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.