Associações assinam convênio para formar APL do Turismo

thumb_DSCN3077_1024
Foto: Divulgação/Azonasul

Convênio inédito entre as Associações de Municípios da Zona Sul (Azonasul) e da Costa Doce (AMCD) vai possibilitar a criação de um novo Arranjo Produtivo Local (APL) na região. Trata-se de uma organização para coordenar as ações voltadas ao turismo regional.

O ato de assinatura do convênio, realizado ontem (16), em Pelotas, contou com a presença do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, prefeitos presidentes das duas associações, Corede/Sul, Consórcio Público do Extremo Sul (Copes), Sebrae/RS, secretários municipais e empreendedores do setor de hotelaria, bares e restaurantes da Zona Sul. “ É um APL ancorado em nossas duas associações de prefeituras através de um sistema de governança com a participação de todos o atores integrantes do setor regional”, disse o presidente da Azonasul, Rui Brizolara, prefeito de Morro Redondo, ao detalhar a proposta.

Durante pronunciamentos, o representante do município de São Lourenço do Sul, Zelmute Marteen, lembrou que há mais de 15 anos foram iniciadas as tratativas para o desenvolvimento do segmento e que o Sebrae/RS vem sendo um parceiro das prefeituras ao disponibilizar consultorias de apoio a micro e pequenas empresas do trade turístico, organizando a participação em eventos turísticos regionais, nacionais e internacionais, entre tantas outras ações. Ele destacou que os municípios da Costa Doce estão devidamente enquadrados  para a formação da região turística no âmbito do Novo Mapa da Regionalização do Turismo do Brasil, proposto pelo Ministério do Turismo.

Já o prefeito de Tapes, Silvio Rafaeli, que representou a AMCD no evento, destacou a importância do convênio firmado pelas duas associações e um novo cenário de trabalho em conjunto que será criado a partir desta iniciativa.  

Ao revelar que as formações de APLs são prioritárias para o governo estadual, o secretário Fábio Branco elogiou a iniciativa e prometeu agilizar as avaliações do plano de trabalho. “É uma  política pública de Estado para estimular e apoiar a auto-organização produtiva de aglomerações setoriais e para promover o desenvolvimento dos territórios”, disse.

PRAZO – O Governo do Estado promove seleções para APLs através de editais. Em função do prazo estipulado para o novo edital estar fixado para o final deste mês, o secretário Branco comprometeu-se em auxiliar os gestores da região através de uma assessoria especial prestada por equipe ligada à sua secretaria. A ação deverá possibilitar a conclusão do projeto em tempo hábil à seleção. 

O QUE É APL – Arranjos Produtivos Locais são aglomerações de empresas, localizadas em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.

MUNICÍPIOS INTEGRANTES

Aceguá

Amaral Ferrador

Arroio do Padre

Arroio Grande

Candiota

Canguçu

Capão do Leão

Cerrito

Chuí

Herval

Jaguarão

Morro Redondo

Pedras Altas

Pedro Osório

Pelotas

Pinheiro Machado

Piratini

Rio Grande

Santa Vitória do Palmar

Santana da Boa Vista

São José do Norte

São Lourenço do Sul

Turuçu

Arambaré

Barra do Ribeiro

Camaquã

Cerro Grande do Sul

Chuvisca

Cristal

Dom Feliciano

Guaíba

Mariana Pimentel

Sentinela do Sul

Sertão Santana

Tapes

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.