Avião russo com mais de 200 pessoas cai no Egito

Tráfego aéreo no momento em que avião (em vermelho) perdeu contato com radares Foto: Reprodução / Flightradar24
Tráfego aéreo no momento em que avião (em vermelho) perdeu contato com radares
Foto: Reprodução / Flightradar24

Um avião russo com 224 pessoas a bordo caiu na região do Monte Sinai, no Egito — os destroços foram encontrados por aviões do Exército entre as aldeias de Al-Kuntillah e Al-Kaseema. Segundo informou o gabinete do primeiro-ministro, Chérif Ismaïl, 45 ambulâncias com equipes de emergência trabalham no resgate.

O Airbus A-32 da empresa russa KogalimAvia, conhecida como Metrojet, havia decolado do resort do Mar Vermelho de Sharm el-Sheikh, com destino a São Petersburgo, na Rússia. A aeronave perdeu contato com radares 23 minutos depois, sobre o Sinai (no ponto indicado na foto).

De acordo com as autoridades, as primeiras “vítimas” da queda já foram retiradas em meio aos destroços — são 217 passageiros e sete tripulantes. Conforme informações iniciais, os passageiros haviam se declarado turistas russos.

O presidente russo, Vladimir Putin, divulgou um comunicado expressando condolências às famílias das vítimas e ordenou ao seu governo que ofereça assistência imediata aos parentes. Ele também pediu a abertura de uma investigação sobre a queda. Familiares que chegam ao aeroporto de Pulkovo, em São Petersburgo, estão sendo levados a um centro de crise.

224 pessoas estavam a bordo da aeronave Foto: Olga Maltseva/AFP
224 pessoas estavam a bordo da aeronave
Foto: Olga Maltseva/AFP

No Twitter, a Airbus, fabricante do A-321, informou já estar a par da situação. Segundo a empresa, mais informações serão fornecidas assim que estiverem disponíveis.

A região onde a aeronave caiu é montanhosa, de difícil acesso, e dominada por grupos armados radicais, como o jihadista Estado Islâmico. O último acidente aéreo no Egito foi em janeiro de 2004 e deixou 148 mortos, incluindo 134 turistas franceses — quando um Boeing 737 da empresa egípcia Flash Airlines caiu no Mar Vermelho, poucos minutos depois de decolar do aeroporto de Sharm el-Sheikh.

Informações:  Zero Hora com agências

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.