Cabanha de Morro Redondo investe em genética para venda de touros e novilhas

45157dff4004e0acd03cda18c24b558b
Foto: Divulgação/DP

A região berço do gado pardo-suíço no Brasil demonstra que tem força no melhoramento genético da raça apesar da desmotivação para criação. A dupla linhagem, carne e leite, e as características de rusticidade e alta fertilidade, fazem da raça uma excelente opção para reprodução.

A pequena propriedade de Wilson Oliveira, localizada na Capela da Buena em Morro Redondo, abriga a Cabanha Rodeio dos Pardos de criação e venda de terneiros e novilhas. O rebanho é mantido em sistema de piquetes e galpão, com alimentação à base de pastagens (azevém e campo nativo), silagem de milho, farelo de soja e alfafa. Três pequenos açudes abastecem as potreiras com água fresca o ano todo.

Matrizes
Seu Wilson importa sêmen de touros da Suíça para inseminar suas vacas. Esta é a garantia de que suas matrizes não se distanciem do padrão racial de origem. Ele acredita que, se dedicar a linhagem para produção leiteira aliada a boa alimentação e cuidados especiais, as vacas podem alcançar mais de 30 litros por dia. Na aptidão para carne a Cabanha comercializa novilhos de dois anos incompletos pesando em média 340 kg, o que rende cerca de 170 kg de carne.

Este ano, na Expointer, a raça teve uma queda de 68,75% de participação para aptidão leiteita e -20% da mista. A Cabanha Rodeio dos Pardos foi uma das únicas da região que competiu na mostra. Wilson associa a queda na participação pela elevação dos custos, tanto para cadastrar animais, quanto para o transporte. Mesmo assim, não desiste de acreditar no potencial de seus animais, que foram premiados na categoria.

“O objetivo das competições é ouvir os jurados para melhorar a genética e divulgar a raça” afirma o criador, que se diz atento ao júri durante a avaliação. “É uma oportunidade rara, já que podemos ouvir um especialista analisando nossos animais”, completa.

O expositor teve o touro WO Max Obama premiado como Grande Campeão e a novilha WO Nina Obama, que surpreendeu os jurados pela estrutura do úbere antes mesmo de ter produção, como Grande Campeã na Expointer 2013. A Vaca WO Kika Obama, de três anos foi Reservada Grande Campeã.

Fonte: Diário Popular

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.

2 comentários em “Cabanha de Morro Redondo investe em genética para venda de touros e novilhas

  • 19 de junho de 2017 em 23:03
    Permalink

    Onde fica essa Fazenda

  • 5 de agosto de 2017 em 16:14
    Permalink

    Compro 50 novilhas meio sangue pardo suico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.