Caso Tite não continue, Villani defende Renato Gaúcho como técnico da Seleção

Renato Gaúcho deve ser o plano B do Brasil. Para Gustavo Villani, o treinador do Grêmio tem que ser considerado para o cargo de comandante da Seleção caso Tite não permaneça. Como o atual técnico da equipe canarinho ainda não tem futuro definido, é missão da CBF já ir avaliando outras opções, na visão do jornalista.

— O Renato Gaúcho tem que ser considerado como um plano B. Talvez isso nem deva ser discutido publicamente, até que o Tite se posicione. Mas como órgão máximo do nosso futebol, acho que a CBF deveria levar em conta o nome do Renato, que por merecimento é o técnico mais campeão do futebol brasileiro no momento — analisou Villani.

Em 2017, o Grêmio de Renato Gaúcho foi campeão da Libertadores apresentando um futebol bonito e elogiado por muitos. Desde então, o técnico vem sido considerado como um nome em potencial para assumir a equipe canarinho no futuro. No entanto, o próprio treinador defende a continuidade de Tite no comando técnico da Seleção. Ele acredita que terá seu momento, mas ainda não é agora.

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.