Comissão de Produtores é criada para negociações com a Cosulati

Foto: Letícia Santos/MRO
Foto: Letícia Santos/MRO

Em reunião realizada na última quinta-feira (21) produtores de leite e frango de Morro Redondo, São Lourenço do Sul, Arroio do Padre, Pelotas estiveram reunidos para avaliar a situação em que se encontram com a crise na Cooperativa Cosulati.

Elaborar o início de uma articulação entre os produtores foi o foco central do encontro, que aconteceu no plenário da Câmara de Vereadores de Morro Redondo.

Dando início as tratativas a produtora Luciane Couto, falou em nome dos produtores, fazendo um breve resumo de como a situação começou a ser percebida pelos trabalhadores, que sentiram na falta de ração, que as coisas não estavam indo bem na cooperativa. Ela ainda falou sobre uma reunião que tiveram com a direção da Cosulati, mas que não surtiu efeito. “Nesta ocasião não tivemos voz ativa para acharmos as soluções adequadas para os problemas”, comentou.

Segundo ela, participar das negociações e o que de fato esta acontecendo na instituição são fundamentais para que a cooperativa volte a crescer. “Precisamos eleger um grupo que possa ter conhecimento do que esta se passando, afinal a união dos cooperados é fundamental neste momento para que possamos continuar trabalhando”, colocou.

Já as vereadoras de Morro Redondo Angelica, e Silvia que acompanham e articulam as ações dos produtores, colocaram as últimas informações das reuniões realizadas. A boa notícia é que o apoio do Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação de Pelotas, em reunião com a direção da cooperativa conseguiu  que não aja a demissão em massa dos funcionários. ” Não queremos apontar culpados, mas continumos com a preocupação de que é preciso continuar trabalhando, as famílias estão com divídas e precisam voltar a produzir”, defenderam.

Presente na ocasião, o vereador Cesar Madri (PP) de Canguçu, falou que foi procurado por alguns produtores, e que decidiu engajar-se à causa das colegas vereadoras. Madri falou que tem acompanhado os serviços da Cosulati a quase um ano, mas que não teve força política no seu município para apoiar os produtores. “Conheço a cooperativa para dizer que o que falta é gestão e informação”, destacou. O vereador falou ainda que a cooperativa esqueceu de sua base principal, o pequeno produtor.

O vice-presidente da Câmara, vereador Claudio Silva falou sobre as liberações de projetos de investimentos aprovados pela Câmara, e do apoio dos vereadores no que for preciso para que a todos possam sair deste momento difícil com ainda mais força e trabalho. 

Já o prefeito Rui Brizolara, comentou mais uma vez sobre a grande dificuldade que envolve tudo que precisa de capital de giro, mas que a avicultura é de grande viabilidade em Morro Redondo. brizolara também destacou que é preciso ultrapassar a média de 20 mil aves abatidas. “É nas dificuldades que se dá a virada, e tenho certeza que isso irá acontecer”, confessou. Ele ainda aproveitou para falar que empresas já estivem no município visitando produtores e que possuem grande interesse em instalar-se na cidade.

Encerrando a reunião foram definidos os nomes do grupo regional de produtores que irá buscar as negociações com a direção da Cosulati.

 

 

 

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.