Afonso Hamm tem denúncia arquivada pela PGR

O deputado federal Afonso Hamm, do PP, não é mais alvo da Operação Lava Jato. A denúncia contra o progressista foi arquivada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que não encontrou elementos comprovando participação do progressista em irregularidades envolvendo a investigação do esquema de corrupção na Petrobras.

Hamm chegou a ser investigado pela PGR. Ele foi incluído em uma lista enviada pela Procuradoria-Geral ao Supremo Tribunal Federal (STF), em março de 2015, com o pedido de abertura de inquéritos para investigar pessoas citadas em depoimentos da Operação Lava Jato. A conjuntura mudou na semana passada.

O inquérito remetido ao STF, no dia 1º, manteve a denúncia contra o deputado gaúcho José Otávio Germano, contra o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro, da Paraíba, e o senador e presidente nacional do PP, Ciro Nogueira Filho, do Piauí, que responderão por organização criminosa. A nova lista, porém, só foi detalhada na terça-feira, 5, excluindo Hamm da investigação.

Os deputados gaúchos Luis Carlos Heinze, Jerônimo Goergen, Renato Molling e o ex-deputado Vilson Covatti, todos do PP, também ficaram de fora do novo inquérito encaminhado ao Supremo. Hamm se manifestou através de comunicado oficial, comemorando o arquivamento. “Recebo com muita serenidade a notícia de que não sou mais investigado no âmbito da Operação Lava Jato”, pontua.

Para o único representante da região no Congresso nacional, o pedido de arquivamento do procurador-geral da República encerra um dos momentos mais difíceis da sua trajetória política. “Nesses mais de dois anos, nunca deixei de acreditar nas instituições e na Justiça brasileira. Também não faltou força para trabalhar e seguir adiante, confiando que a verdade prevaleceria”, define Hamm.

O progressista destaca que, desde a citação na primeira lista, manteve a atuação parlamentar, avançando em pautas estratégicas, a exemplo da legislação que estabeleceu punições para o abigeato. “Tive serenidade e muito apoio. Sempre pautei meu trabalho pela ética”, enfatiza, ao confessar que se sente aliviado com o arquivamento da denúncia. “Estou muito feliz. Preparado para intensificar os debates sobre projetos que defendemos no Congresso”, reforça.

As informações do site O Minuano.

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.