Estado anuncia recursos para combater a dengue

A Secretaria da Saúde (SES) vai repassar R$ 254,9 mil para 62 municípios da região Noroeste do Rio Grande do Sul, que concentra o maior número de casos de dengue em 2015, para intensificar o combate ao mosquito transmissor. A resolução que garante os recursos foi assinada pelo secretário João Gabbardo dos Reis, durante um evento de mobilização de gestores e técnicos, em Santo Ângelo, nesta quarta-feira (8). Mais de 400 pessoas lotaram o Teatro Antônio Sepp para o encontro, que alerta e mobiliza a região para ações efetivas de enfrentamento à doença.

A informação é da assessoria de imprensa do governo do Rio Grande do Sul.

O Estado registra 179 casos em 2015, dos quais 136 deles autóctones (contraídos no próprio RS) e 43 importados de outras localidades. Os municípios da Região Noroeste (de abrangência da 12ª, 14ª e 17ª Coordenadorias Regionais de Saúde) concentram 119 destes casos, sendo 117 deles autóctones.

Até o momento, o RS contabiliza um número de casos reduzido em comparação aos demais estados da Região Sul – Santa Catarina já registra 1.078 casos da doença e o Paraná, 5.889 casos. Ainda assim, o secretário Gabbardo reforçou a importância de manter a mobilização social contra o vetor da doença, o mosquito Aedes aegypti, durante todo o ano.

Campanha 
Nesta quarta-feira (8), tem início uma campanha de rádio, com o lema Todos Contra a Dengue , para chamar a população a ser ativa na prevenção e no combate aos focos do mosquito. As peças informam como eliminar os criadouros, evitando água parada. A veiculação da campanha tem início nesta quarta (8) e terça-feira (9) em Ijuí, Santo Ângelo e Santa Rosa e chega às demais rádios do interior e de Porto Alegre na próxima semana. A campanha se estende até 29 de maio.

Força-tarefa 
Os recursos para a região Noroeste integram um conjunto de ações coordenadas por uma força-tarefa instalada desde 12 de março na região. Equipes de técnicos e de agentes de combate à dengue da Divisão de Vigilância Ambiental do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) intennsificam o trabalho nos municípios de Caibaté, São Miguel das Missões, Mato Queimado, Cerro Largo, Rolador e Santo Ângelo. As equipes promovem mutirões de limpeza e retirada de lixo, aplicação de inseticida com veículo especial e mobilização social para orientar a população sobre as medidas preventivas para eliminar criadouros e focos do mosquito.

Um alerta epidemiológico foi emitido para os municípios da 12ª Coordenadoria Regional de Saúde em 18 de março. Dirigido a todos os profissionais de saúde da região, o documento divulgou informações técnicas e estabeleceu fluxos, desde o controle do inseto ao manejo de casos suspeitos da doença.

Em 22 de março, Santo Ângelo registrou a primeira morte por dengue no Rio Grande do Sul, que foi confirmada pela SES no dia 27 de março. No mesmo dia, as vigilâncias Epidemiológica e Ambiental do Cevs adotaram como medidas a manutenção da força-tarefa na Região Missioneira e a implantação de um gabinete de crise na 12ª CRS, com o objetivo de prestar informações técnicas e definir estratégias e ações de combate à dengue nos municípios da região.

Fonte: Diário Popular

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.