Fernando Marroni perde vaga à Câmara dos Deputados

O ex-prefeito de Pelotas, Fernando Marroni (PT), perdeu a cadeira na Câmara dos Deputados para a legislatura 2015-2018 antes mesmo de assumi-la.

Na noite desta quinta-feira (6), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, validou os votos do candidato a deputado federal na eleição de outubro, Cláudio Janta (Solidariedade). O principal beneficiado com a decisão foi o também candidato à Câmara, José Otávio Germano (PP). Os partidos de Janta e Germano fizeram parte da mesma coligação. Não cabe mais recurso.

Nem Marroni nem seus principais assessores acreditavam na possibilidade de o entendimento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pudesse ser revertido. No TRE, o registro da candidatura de Cláudio Janta foi cassado por unanimidade por dívidas de campanha.

Segundo assessores, apesar da surpresa, Fernando Marroni recebeu com tranquilidade a notícia. Ele está em Brasília, para onde se dirigiu para acompanhar o julgamento.

A decisão de Luiz Fux, contrária a do TRE e do TSE, deverá ser acatada automaticamente pelos dois tribunais. Embora o TRE ainda não tenha se manifestado oficialmente, no staff do petista é tido como certa a perda da vaga. Marroni foi o último candidato a ser eleito pela sigla, com 94 mil votos.

Desta forma, ele volta à condição em que se encontrava em 2010: primeiro suplente da bancada.

Fernando Marroni ainda tem chances de assumir a vaga na Câmara dos Deputados se no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff algum parlamentar gaúcho for convidado a compor o ministério. Caso da deputada eleita Mária do Rosário (PT), que no primeiro mandado foi ministra especial da Secretaria dos Direitos Humanos. Outro deputado gaúcho a integrar o ministério de Dilma foi Pepe Vargas (PT), deputado e ex-prefeito de Caxias do Sul – ex-ministro do Desenvolvimento Agrário.

Fonte: Diário Popular

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.