II Conferência Estadual de Juventude aponta alternativas para o jovem rural


A criação de um Plano Nacional para jovens da agricultura familiar, assentados e povos tradicionais foi uma das propostas aprovadas durante a II Conferência Estadual de Juventude, realizada de 04 a 06 de novembro, no Colégio La Salle Dores, em Porto Alegre. O objetivo do Plano é possibilitar a reestruturação das políticas públicas existentes articuladas com novas políticas de geração de renda, assistência técnica, acesso a terra e ao crédito, fortalecimento do cooperativismo, inclusão digital, apoio à agroindustrialização e à comercialização de produtos produzidos pelos jovens rurais. 

O Grupo Temático Juventude Rural também aprovou medidas referentes à educação, que busquem valorizar e incentivar as iniciativas para uma educação no campo, adequada à realidade do meio rural, com o investimento de recursos públicos nas escolas familiares agrícolas, centros de desenvolvimento de jovens rurais e escolas técnicas agropecuárias. Na oportunidade, também foram escolhidos os delegados e suplentes gaúchos para a II Conferência Nacional de Juventude, que ocorre entre 9 e 12 de dezembro, em Brasília

Para a assistente técnica estadual em juventude rural da Emater/RS-Ascar, Vera Carvalho Silva, a conferência destacou-se pela organização dos jovens, tendo em vista a diversidade de públicos presente no evento. “Vamos formar uma rede social virtual para fortalecer ainda mais a juventude rural do RS para a Conferência Nacional”, completou Vera.

Estiveram presentes extensionistas da Emater/RS-Ascar e jovens rurais da Associação de Juventude Rural do RS (Ajurgs), Federação de Trabalhadores da Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf Sul), Federação dos Trabalhadores da Agricultura do RS (Fetag RS), Casas Familiares Agrícolas e da Escola Familiar Agrícola, além de representantes de comunidades indígenas, quilombos, assentamentos, associações municipais e regionais de juventude rural. 

Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.