Países barram importações de frigoríficos investigados

A Comissão Europeia afirmou nesta segunda-feira (20) que garantirá a suspensão das exportações para o bloco econômico de qualquer estabelecimento implicado na fraude desvendada pela Operação Carne Fraca da Polícia Federal, deflagrada na sexta-feira (17).  Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a comissão pediu ainda que membros os países adotem “uma vigilância extra” ao tratar de qualquer produto brasileiro no setor de carnes.

A Coreia do Sul anunciou que vai suspender temporariamente a importação de frango brasileiro da BRF. E, de acordo com a agência Bloomberg, a China também decidiu barrar por enquanto as compras de carne bovina do País.

A operação da Polícia Federal denunciou um esquema criminoso envolvendo empresários do agronegócio e fiscais agropecuários que facilitavam a emissão de certificados sanitários para alimentos inadequados para o consumo. De acordo com a PF, frigoríficos envolvidos nesse esquema criminoso “maquiavam” carnes vencidas e as reembalavam para conseguir vendê-las. As empresas subornavam fiscais do ministério para que autorizassem a comercialização do produto sem a devida fiscalização.

Segundo a PF, o esquema envolvia servidores das superintendências regionais do Ministério da Agricultura nos estados do Paraná, Minas Gerais e Goiás. Os investigadores informaram que eles atuavam diretamente para proteger grupos de empresários em detrimento do interesse público.

GAÚCHA, COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.