Piratini retira PEC que acaba com necessidade de plebiscito para privatizar estatais

O governo do Estado anunciou, nesta terça-feira (30), que a proposta de emenda constitucional (PEC) que acaba com a necessidade de plebiscito para a privatização da CEEE, Sulgás e CRM será retirada da ordem do dia na Assembleia Legislativa. De acordo com o líder do governo, deputado Gabriel Souza (PMDB), o Piratini enviará à Assembleia pedido de autorização para realização da consulta pública.

De acordo com o jornal Zero Hora, o governo deve encaminhar o pedido de plebiscito até o dia 15 de junho para realizar a consulta ainda neste ano. Caso não consiga aprovar o projeto de decreto legislativo entre os deputados a tempo, o plebiscito será realizado somente no ano que vem.

De acordo com deputados independentes, o governo tomou a atitude porque percebeu que não haveria apoio e votos suficientes para aprovar a PEC, formulada pelo Executivo e que tramita na Assembleia desde o ano passado.

Na reunião de líderes na manha desta terça-feira, o governo tentou colocar em votação todas as PECs emperradas no Legislativo, mas não teve o apoio do PDT. De acordo com o líder da legenda, deputado Enio Bacci, a estratégia de negativa de votação em plenário das propostas polêmicas seria colocada em prática também nas próximas semanas.

— É melhor não colocar as PECs que retiram direitos em plenário. Não vamos correr o risco de elas serem aprovadas — disse Bacci em relação aos projetos.

ZERO HORA

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.