Reunião discute estratégias de segurança para o trânsito de Morro Redondo

Créditos/Foto: MRO
Créditos/Foto: MRO

Estudar e analisar as demandas e problemas existentes no que diz respeito ao trânsito na zona urbana de Morro Redondo foi à pauta de uma reunião nesta terça-feira (18) na Câmara de Vereadores, entre membros do Poder Legislativo, Brigada Militar, Secretaria de Obras, Urbanismo e Trânsito e o Poder Executivo.

Idealizada pela atual mesa diretora e pela Brigada Militar, a presidente da Câmara de Vereadores, Angelica dos Santos Milech (DEM), explicou que o objetivo da reunião foi saber a real situação do município, para procurar estabelecer metas de enfrentamento dos problemas existentes, como por exemplo, o excesso de velocidade dos condutores.

“A ideia principal é concentrar os poderes e buscar soluções para os problemas no que diz respeito a sinalização do trânsito, a colocação, ou não, de mais lombadas, e ainda buscar formas de fazer com que os condutores respeitem os limites de velocidade”, explicou a vereadora.

Para o secretário de obras, urbanismo e trânsito Darlã Guidotti de Melo, a sinalização foi ampliada, mas as dificuldades quanto a esta demanda são, na maioria das vezes, por parte dos vândalos que acontecem seguidamente.
Já quanto às lombadas, Guidotti colocou que é preciso ter muito cuidado quanto a inserção das mesmas e relatou que as maiores dificuldades dizem respeito aos motociclistas, mas que mais alguns pontos estão sendo estudados e avaliados.

Questionado pelos vereadores, pelo fato de que algumas lombadas estão fora de padrão, o secretário disse ainda que pode ser feita uma readequação.

Presente na reunião, o sargento e comandante da Brigada Militar Marcos Zanetti, colocou algumas possibilidades que poderiam amenizar o problema dos excessos de velocidade, como a implantação de um radar móvel.

Preocupados com a realidade do trânsito na cidade, os vereadores e também o prefeito Rui Brizolara, acreditam que é preciso ser feito um trabalho de conscientização. “As pessoas precisam mudar a cultura. Hoje para estacionar um carro perto de um determinado local, as pessoas não querem ter que caminhar alguns metros”, comentaram.

Quanto as calçadas que também dariam mais segurança aos pedestres, o prefeito municipal disse que alguns mecanismos estão prestes a serem criados. “Pensamos em criar alguns incentivos aos moradores com um desconto no IPTU para aqueles que fizerem sempre que necessitar, a limpeza de seus terrenos, assim como a adequação de suas calçadas”, falou Brizolara.

Atualmente a lei municipal diz que a metragem da calçada da residência até o meio fio deve ser de quatro metros na avenida e de três metros nas ruas. Sendo que a responsabilidade de fiscalização da calçada é da prefeitura.

Outra sugestão dada foi a possibilidade de construção de canteiros centrais, o que também deve ser estudado.

Ao final da reunião o que ficou evidente para os participantes, é que será preciso muito trabalho, mas que tudo isso só será possível com a conscientização e o respeito das pessoas por um trânsito seguro.

“A Câmara está de portas abertas para que a comunidade também seja ouvida. Os moradores que utilizam as vias diariamente podem e devem contribuir para um estudo ainda mais detalhado, só assim iremos construir mecanismos eficazes para enfrentar as dificuldades existentes”, finalizou a atual presidente do legislativo.

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.