Secretaria de Saúde realiza 1ª Conferência da Vigilância em Saúde

A Secretaria de Saúde e Assistência Social realizou a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, no dia 16, no Centro Cultural de Eventos Valdino Krause, que contou com 319 participantes, entre autoridades, funcionários, usuários e estudantes.

Na oportunidade, foram escolhidos os delegados que irão representar o município na Conferência Estadual, que será realizada nos dias 6, 7 e 8 de outubro, em Porto Alegre, sendo eles Josiane Gonçalves (prestadores de serviço), Vanessa de Jung (trabalhadores da saúde), e Andriele Lopes, Celoni Ramson e Neiva Neuenfeld (usuárias de saúde).

Confira as propostas elencadas: 

– Contemplar, na Política Nacional de Vigilância em Saúde, as diretrizes e estruturas, bem como, os recursos humanos e financeiros necessários à descentralização das ações de Vigilância em Saúde;

– Elaborar normas de Vigilância em Saúde que garantam a articulação intra e intersetorial entre as áreas;

– Estruturar os processos de trabalho de forma a utilizar o componente laboratorial da maneira mais oportuna e eficiente para a tomada de decisão na Vigilância;

– Inserir conhecimentos da Vigilância em Saúde no currículo de todos os níveis de ensino;

– Trabalhar com a metodologia da Gestão de Riscos para priorização de atuação da Vigilância em Saúde nos territórios;

– Estimular os conselhos de saúde para que, juntamente com a Vigilância em Saúde, elaborem materiais informativos sobre temas de Vigilância em Saúde;

– Promover encontros regionais de Vigilância em Saúde, nas diferentes regiões de saúde, com ênfase na conscientização de gestores e conselheiros de saúde, acerca da responsabilidade pública na função da Vigilância em Saúde, de proteção e promoção da saúde;

– Garantir dotação orçamentária para a estruturação dos conselhos de saúde, abrangendo sede, suporte técnico-administrativo e formação dos conselheiros, capacitando-os a exercerem sua representação no controle social;

– Garantir a articulação de ações de vigilância e assistência, na área rural, para atender a política de saúde mental;

– Integrar as políticas de Vigilância em Saúde e de Assistência Social, de forma a garantir a promoção, prevenção, diagnóstico, tratamento e a proteção social as pessoas afetadas pela tuberculose, DST/AIDS e por doenças negligenciadas, por meio de ações executadas pelas três esferas de governo;

– Intensificar campanhas de conscientização da população para reciclagem do lixo e comprometimento por parte dos proprietários para manterem limpos seus terrenos, caso contrário possam ser penalizados por Lei Municipal;

– Aumentar as equipes do Departamento de Vigilância em Saúde para maior fiscalização das questões ambientais, que envolvem resíduos de indústrias e qualidade da água.

Propostas que integrarão o Plano Municipal de Saúde 2018/2021: 

– Criar banco de dados de informações de casos de câncer, óbitos e cardíacos para trabalhar nestes casos;

– Ter um psiquiatra e mais psicólogos, pronto atendimento e capacitação para os profissionais da saúde – de modo que possam ajudar na identificação de casos de violência contra mulheres, idosos e crianças;

– Fortalecer a agricultura familiar orgânica e agroecológica que minimizarão os riscos à saúde da população, melhorando a qualidade de vida;

– Criar um lar de idosos e para pessoas que precisam de acompanhamento especial;

– Facilitar o acesso à laqueadura e vasectomia, ou seja, sem limite de idade ou filhos;

– Promover a união de escolas com a saúde para palestras e trabalhos de autoajuda na parte psicológica e orientações;

– Ter psicólogo para os profissionais de saúde, plano de carreira para os funcionários públicos, bem como maior integração dos mesmos por parte da administração municipal;

– Fornecer disponibilidade para os funcionários das Unidades Básicas de Saúde participarem das reuniões do Conselho Municipal de Saúde e ajuda de custo – com alimentação e estadia – aos usuários de saúde para participarem de conferências estaduais.

Tradição Regional

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.