Termina greve dos petroleiros no Rio Grande do Sul

Petroleiros voltaram ao trabalho no Rio Grande do Sul. A decisão de encerrar a greve da categoria foi tomada em assembleia do Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro-RS) nesta quinta-feira (31), realizada em frente à Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas, onde os trabalhadores estavam mobilizados. Já ocorreu, inclusive, a troca do turno no meio da tarde, saindo aqueles trabalhadores que estavam mantendo o funcionamento da refinaria e entrando os demais que estavam em greve.

Conforme João Aloisio, um dos diretores do Sindipetro-RS, a entidade seguiu orientação da Federação Única dos Petroleiros (FUP), em razão de decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que aumentou a multa de R$ 500 mil para R$ 2 milhões caso a greve continuasse.

– Conseguimos, com a nossa paralisação, manifestar a nossa posição contrária à política de preços dos combustíveis. A Refap trabalha hoje com 60% da sua capacidade. Deveríamos trabalhar com 100%. A política de preços seria melhor dessa forma. Os reajustes seriam menores dessa forma – sustenta Aloisio.

Em nota divulgada nesta sexta-feira, a Petrobras afirma que “todas as suas unidades estão operando. A greve já foi encerrada em mais de 95 por cento das suas unidades. Onde ainda é necessário, equipes de contingência atuam e a situação caminha para a normalidade e para o encerramento do movimento. Não há impacto na produção nem risco de desabastecimento”.

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.