Travessia da Balsa de Santa Isabel enfim é normalizada

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Dez dias após a inauguração, a balsa de Santa Isabel finalmente realiza a travessia do canal São Gonçalo, entre os municípios de Arroio Grande e Rio Grande. O transporte funciona diariamente, das 7h às 19h, realizado pela empresa Lúcia Azambuja Pescados. Segundo a proprietária, os acessos junto às BRs 116 e 471 já estão sinalizados.

Para chegar à localidade de Santa Isabel pela BR-116, o motorista deve entrar à esquerda no entroncamento de acesso ao município de Pedro Osório, se vier de Pelotas e à direita, se vier de Jaguarão. Ele irá percorrer trecho de 28 quilômetros de estrada de chão, pela ERS-473, até chegar ao 3º distrito de Arroio Grande.

Após a travessia, o motorista terá de percorrer mais um trecho de 17 quilômetros de estrada de chão, até a BR-471, que leva a Santa Vitória do Palmar. Até a localidade da Quinta, são mais 30 quilômetros por asfalto.

Quarta-feira(24), primeiro dia da travessia, o movimento ainda foi fraco, e utilizaram o serviço, quatro carros de passeio, um caminhão e duas motos, conta Lúcia. A partir desta quinta-feira, a expectativa é de que o movimento se intensifique. Com dimensão de 44 metros e capacidade para transportar até 100 toneladas, a balsa irá carregar caminhões bitrens, carretas e trucks, um por vez. Veículos de passeio cabem até 25 carros, devidamente acomodados. No total, entre embarque, travessia e desembarque, a operação leva em torno de dez minutos. As tarifas variam entre R$ 8,95 para carros de passeio, R$ 35,75 para caminhão truck e R$ 44,65 a carreta. O percurso até o porto de Rio Grande, via Santa Isabel, é encurtado em pelo menos 120 quilômetros, além de desonerar dois pedágios. Isto torna o percurso, mesmo que por estrada de chão, mais atraente para produtores e transportadores de pelo menos quatro municípios além de Arroio Grande, Jaguarão, Pedro Osório, Cerrito e Herval, amplamente divulgado na inauguração e em contato com os administradores da balsa, tabela estabelecida pela SPH/AGERGS.

Informações: Rádio Difusora

Redação

Todos os textos publicados no Morro Redondo Online podem ser copiados e reproduzidos livremente, no todo ou em parte desde que a fonte seja citada. Nosso Portal também não se responsabiliza pelos comentários dos leitores e a publicação de conteúdos assinados, e, ou, de outras fontes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.